Valdeci e secretária da Saúde visitam hospitais de Santa Maria

20140126visitaHCaridade2

Secretária Sandra Fagundes em visita ao Hospital de Caridade

A secretária estadual da Saúde, Sandra Fagundes, participou neste final de semana (25 e 26), em Santa Maria, do I Congresso Internacional Novos Caminhos – A vida em transformação, que marca um ano da tragédia da boate Kiss. A agenda na cidade também incluiu a visita ao Hospital de Caridade e ao Hospital Universitário, que prestaram atendimento de urgência às vítimas e que servem de referência à continuidade do acompanhamento. O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) esteve em algumas das agendas com a secretária. A comitiva visitou ainda as obras do Hospital Regional, que tem previsão de término ainda no primeiro semestre de 2014.

Organizado pela Associação das Vítimas da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), o congresso tratou de questões como segurança, prevenção de acidentes, saúde, atendimento psicossocial, papel da mídia e trabalho voluntário. A secretária integrou a mesa gestão de cuidados em Saúde, neste domingo (26), que apresentou um balanço das ações em Saúde e da parceria entre município, Estado e União. Todas as ações são monitoradas pelo Grupo Gestor do Cuidado Kiss, que conta com representantes dos três entes federativos e também com profissionais dos serviços e integrantes da AVTSM. “Importante a visita da secretária para garantir a qualificação permanente da nossa rede hospitalar e também para prestar contas do trabalho que é feito”, comentou Valdeci.

Mais de 1.600 pessoas ainda seguem sendo atendidas, tanto no Centro de Atendimento às Vítimas de Acidente (Ciava) como no Centro Regional de Saúde do Trabalhador e no serviço Acolhe Saúde, que concentra o acompanhamento psicossocial também de familiares, amigos e profissionais envolvidos. Só o Acolhe realizou 8 mil atendimentos em 2013. Dependendo da necessidade do tratamento de cada paciente, é garantida assistência especializada, realizada no Ciava, onde 241 pessoas têm acompanhamento em pneumologia, 67 em tratamento de queimaduras, 66 em fonoaudiologia e 43 em fisioterapia.

Texto: Tiago Dias e Assessoria SES – Foto:  Divulgação/SES