Valdeci defende fim de doações de empresas e limite de gastos

Ato público pela reforma política ocorreu na Esquina Democrática, em Porto Alegre, nesta terça

Os deputados estaduais e a militância do PT foram à rua, nesta terça (10), em Porto Alegre, para ampliar o recolhimento de assinaturas em favor da elaboração de um projeto de iniciativa popular sobre a reforma política. A campanha pela reforma é a principal bandeira do partido em 2015. Presente no ato, realizado na Esquina Democrática, o deputado Valdeci Oliveira afirmou que um dos caminhos mais viáveis para a sociedade superar a corrupção é a reforma política. “O sistema político que temos hoje é arcaico e corrompido. Ele estimula a corrupção e os desvios. Defendemos a alteração desse modelo a partir do fim do financiamento empresarial das campanhas eleitorais. É preciso mexer na raiz do problema”, afirmou.

Para Valdeci, as doações de pessoas jurídicas abrem, muitas vezes, brechas para a ação dos corruptos e corruptores. “É ingenuidade pensar que as grandes empreiteiras do país, por exemplo, fazem doações às coligações eleitorais por dever cívico. É nítido que a conta vem depois e quem a paga é a sociedade”, acrescentou.

Além do fim das doações de recursos por pessoas jurídicas, Valdeci defende, dentro da reforma política, o limite de gastos em campanhas e o voto em lista. “Sempre repito: quem é contra a corrupção, verdadeiramente, deve apoiar e ajudar na mobilização pela reforma política. É um assunto que não admite murismos. A sociedade quer avanços e não apenas o engalfinhamento partidário acerca do tema”, assinalou.

atividade desta terça em favor da reforma no sistema político também marcou as comemorações pelos 35 anos do PT. (texto e foto: tiago machado)

Ato público pela reforma política ocorreu na Esquina Democrática, em Porto Alegre, nesta terça

Ato público pela reforma política ocorreu na Esquina Democrática, em Porto Alegre, nesta terça

)