Valdeci elogia diálogo, mas lamenta agenda “obsoleta” de Leite

Servidores compareceram à Assembleia e vaiaram discurso privatista de Leite

O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) acompanhou, nessa terça (5), a primeira manifestação do governador Eduardo Leite no plenário da Assembleia Legislativa, após a sua posse oficial no cargo. Para Valdeci, Leite, de forma positiva, se comprometeu em manter uma relação de diálogo e de transparência com o Parlamento gaúcho e a implementar políticas públicas efetivas em áreas essenciais, como a saúde, a segurança e a educação.

Porém, Valdeci considerou “obsoleta” a agenda apresentada pelo governador para resolver a crise financeira estrutural do Estado, a qual se baseia, novamente, na venda do patrimônio público do Rio Grande do Sul. “Esperava algo mais consistente, esperava novas diretrizes para um plano de desenvolvimento do Estado. Mas, a manifestação, pelo menos essa feita na Assembleia, se restringiu a defender a velha e obsoleta estratégia das privatizações. Isso já foi aplicado no passado, especialmente na década de 90, e os resultados acabaram sendo pífios para o conjunto da população. Propor isso é apenas repetir o que fazia e buscava o governo anterior”, considerou Valdeci.

Valdeci também lamentou no discurso a falta de abordagem sobre temas fundamentais para o Rio Grande, como o enfrentamento ao parcelamento de salário dos servidores, o combate à sonegação fiscal, a revisão dos incentivos fiscais às grandes empresas, a renegociação da dívida do Estado com a União e a busca pelo ressarcimento dos créditos da Lei Kandir. “Vamos aguardar para que o governador altere a linha global apresentada nessa primeira manifestação. Ele é uma pessoa aberta a conversas e, certamente, irá aceitar sugestões para correção de rumos na sua gestão. A bancada do Partido dos Trabalhadores está comprometida em fazer uma oposição consistente, mas sempre aberta para o diálogo construtivo”, acrescentou o parlamentar.

Fotos: Vanessa Vargas