Parceria garante Policiamento Comunitário em Santa Maria

Reunidos para a implantação do Policiamento Comunitário na cidade
Reunidos para a implantação do Policiamento Comunitário na cidade

Reunidos para a implantação do Policiamento Comunitário na cidade

Santa Maria deve aderir, até o final do primeiro semestre deste ano, ao Programa Estadual de Policiamento Comunitário. Em reunião nesta quinta (20), na cidade, o deputado estadual Valdeci Oliveira (PT), o coordenador de Polícia Comunitária no Estado, coronel Júlio César Marobin, e o comandante da Brigada Militar em Santa Maria, coronel Jaime Machado, e o prefeito Cezar Schirmer (PMDB) discutiram detalhes do convênio que será firmado entre o município e o Estado.

Conforme os encaminhamentos da reunião, o programa vai iniciar em Santa Maria com três núcleos, sendo um deles no bairro Nova Santa Marta. O Coronel Marobin e o chefe de gabinete da Prefeitura, Ony Lacerda, ficaram encarregados de dar andamento aos trâmites técnicos e administrativos do convênio.

Para Valdeci, a parceria entre Estado e Prefeitura enfraquecerá a criminalidade. “Onde há Polícia Comunitária, a sensação de segurança é bem maior. Os custos de implantação também são relativamente baixos “, comemorou.

Conforme Marobin, os números do programa são animadores. “Em alguns municípios conseguimos reduzir os índices de furto ou roubo entre 11% e 68%, dependendo da tipificação. Os dados para homicídios também sofreram redução”, aponta Marobin.

O Policiamento Comunitário já está presente em doze municípios. Lajeado será o décimo terceiro a aderir à iniciativa. O Estado implantará seis núcleos de Polícia Comunitária nesta sexta-feira (21) no município do Vale do Taquari.

O programa

O modelo de polícia comunitária traz um conceito que aproxima os policiais da comunidade, aumentando a sensação de segurança a partir dessa convivência. Funciona a partir de núcleos, formados por perímetros, que são atendidos por PMs que moram nos locais onde farão o policiamento.

A parceria entre o governo do Estado e as prefeituras garante o pagamento de uma bolsa-auxílio para os policiais que desejarem integrar o programa. Na implantação do projeto, o Estado entrega uma viatura nova para cada núcleo e equipamentos de uso individual para cada policial. A Secretaria Estadual da Segurança Pública capacita policiais e líderes comunitários para a cooperação entre as partes.

Saiba mais > Assista o vídeo

 

Texto e foto: Tiago Dias