Valdeci defende e comemora aprovação de reajuste no Salário Regional

Valdeci vai acionar Comissão de Saúde da Assembleia se necessário

Com 41 votos favoráveis e nenhum contrário, o projeto de lei do Executivo que reajusta em 16% o salário mínimo regional foi aprovado, nesta terça (2), pela Assembleia Legislativa. Com isso, o piso regional torna-se 28% superior ao salário mínimo nacional, recuperando o patamar que detinha em 2001, quando foi criado pelo governador Olívio Dutra.

O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) ocupou a tribuna do Parlamento para defender a aprovação do reajuste proposto e a valorização permanente da remuneração dos trabalhadores gaúchos. Ao ocupar o espaço do Grande Expediente, ele afirmou que o mínimo regional é fator estratégico de distribuição de renda e geração de empregos. “Se valorizado e atualizado, o mínimo é um potente mecanismo contra a recessão e o desemprego. Entre 2002 e 2013, o número de trabalhadores formais no Rio Grande do Sul cresceu 52%”, argumentou Valdeci.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, citando dados do DIEESE, também lembrou que o desemprego recuou de 14 ara 5,7% na Região Metropolitana de Porto Alegre entre 2002 e julho de 2014. “São números incontestáveis. Maiores salários significam maior renda. Maior renda significa aumento de consumo. Aumento de consumo gera maior produção e vendas. Tudo isso junto significa mais inclusão social”, destacou.

Para Valdeci, a recomposição do salário mínimo regional será um dos principais legados da gestão Tarso Genro. “A classe trabalhadora é a locomotiva do Estado. Ela precisa ser valorizada permanentemente. Vamos estar mobilizados no ano que vem para evitar retrocessos nessa política”, acrescentou. (texto: Tiago Machado – foto: Juliana Mutti)

Valdeci pronunciou-se durante o Grande Expediente da sessão desta terça

Valdeci pronunciou-se durante o Grande Expediente da sessão desta terça