Sartori corta no essencial, critica Valdeci

DSCF0052

Valdeci lamenta cortes de recursos na saúde, educação e segurança pública

A educação, a saúde e a segurança pública do Rio Grande do Sul foram atingidas em cheio no pacote de corte de gastos anunciado pelo governador do Estado José Ivo Sartori nesta quinta (19), durante entrevista coletiva à imprensa. Essa é a opinião do deputado estadual Valdeci Oliveira (PT), que, mais uma vez, lamentou a falta de projetos e de iniciativa do Executivo estadual desde a eleição, há cinco meses, e desde a posse, há três meses. “Ao anunciar um corte de 44% nos recursos da saúde, em relação às despesas correntes previstas no orçamento do ano, o governador banaliza um setor essencial. Com isso, infelizmente, vamos assistir, nas próximas semanas, o fechamento de mais unidades e setores que respondem diretamente pela vida dos gaúchos e gaúchas. A atenção básica será castigada”, criticou ele com base no estudo feito pela assessoria técnica da bancada do PT.

O deputado também criticou os cortes de 31% na segurança pública e de 27% na educação, também previstos no decreto publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta. “Isso significará escolas mais precárias e policiamento menos intenso nas ruas”, afirmou.

Servidores – Valdeci também lamentou a falta de respostas concretas do governador sobre o salário dos servidores estaduais, o qual corre risco de ser pago com atraso. “Tinha convicção que, na entrevista coletiva de hoje, o governador daria uma satisfação a esses trabalhadores. Infelizmente, não foi o que ocorreu. Continua vigente o estado de tensão e de suspense, que nada contribui para a solução dos problemas”, complementou. (texto: Tiago Machado – foto: Assembleia Legislativa)