Paim debate Estatuto do Idoso em Santa Maria, Restinga e São Sepé

Audiência com Paim na Câmara Municipal de Santa Maria

Depois de realizar agenda em São Vicente do Sul na noite de quinta (31), o roteiro do senador Paulo Paim na região Central continuou na sexta (1), quando ele percorreu as cidades de Restinga Seca, Santa Maria e São Sepé. Em Restinga Seca, ele se reuniu com vereadores, lideranças políticas​, ​ representantes de associações de moradores e com a comunidade local e da região.

Em Santa Maria, à tarde, participou primeiro de uma audiência pública da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, proposta pelo deputado estadual Valdeci Oliveira e que foi realizada na Câmara de Vereadores. Lá, reafirmou a importância do Estatuto do Idoso, que completou 10 anos em 2013 e que tem a autoria de Paim. “O Estatuto garantiu muitas conquistas como o direito ao transporte intermunicipal, o atendimento preferencial na rede de saúde e em locais privados, as vagas exclusivas em estacionamento. Mas é evidente que precisamos avançar no cumprimento do Estatuto e dos direitos dos idosos”, destacou.

Audiência com Paim na Câmara Municipal de Santa Maria

Audiência com Paim na Câmara Municipal de Santa Maria

► Veja a galeria de fotos dos roteiros com o senador Paulo Paim na Região Central

Na audiência, Paim citou a violência e as perdas salariais provocadas pelo fator previdenciário como os principais desafios a serem superados atualmente. “85% das denúncias de violência contra o idoso se originam da própria família. Via de regra, apontam as pesquisas, o idoso é intimidado ou agredido dentro da própria casa”, assinalou. “E não é a apenas a violência física. Muitos parentes retiram do idoso o seu cartão bancário em que ele recebe a sua renda ou tomam empréstimos no nome do idoso sem este ter as informações devidas do que se trata. Isto é tão alarmante quando a violência física”, completou.

Ainda em Santa Maria, Paim visitou o Teatro Treze de Maio, local que apoiou com recursos de emenda parlamentar para realização de reforma física, e debateu a aplicação do Estatuto da Igualdade Racial, lei que também tem a sua autoria, com militantes do movimento negro e com professores da 8ª Coordenadoria Regional de Educação e do município.

Na noite de sexta, no último compromisso na região, ele e Valdeci foram a São Sepé para uma reunião com autoridades e lideranças políticas do município e das cidades vizinhas. “Só temos de agradecer a acolhida que tivemos nas mais de 10 agendas que fizemos juntos em quatro municípios diferentes. Sempre é bom ouvir o senador Paim atualizar o andamento das diversas lutas sociais que ele capitaneia no Senado e no Brasil e que contam com o nosso apoio irrestrito. O Paim é um patrimônio político do Rio Grande do Sul. Temos orgulho de ser parceiro dele e de poder sempre aproximá-lo das lutas da região Central”, afirmou Valdeci.

Leia também:

Paim dá inicio a série de debates na região Central

Texto: Tiago Machado – Foto: Tiago Dias