Deputado Valdeci defende manutenção de audiências públicas no interior

Valdeci foi autor do projeto de lei que beneficia Expo São Luiz
Valdeci foi à tribuna do Parlamento nesta terça

Valdeci rebate argumento que suspensão das audiências no interior gera economia de recursos

O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) fez, nesta terça (23), uma defesa firme da continuidade da realização de audiências públicas no interior do Rio Grande do Sul pela Assembleia Legislativa. A polêmica surgiu na reunião da Comissão de Assuntos Municipais do Parlamento gaúcho: durante discussão de um requerimento de audiência proposto por Valdeci, o deputado Adolfo Brito (PP) afirmou ser contra a manutenção das audiências em virtude da necessidade de economia de recursos por parte da Assembleia. Brito propôs a concentração temporária das atividades em Porto Alegre. Valdeci, proponente da audiência para debater a situação da Usina Termoelétrica de Charqueadas, que corre risco de fechamento, defendeu a manutenção dos debates públicos nas diferentes regiões gaúchas. “A Assembleia representa todo o Rio Grande do Sul. É uma atribuição do Parlamento interiorizar suas atividades e estar perto das comunidades regionais, que não podem ficar de fora das discussões que geram encaminhamentos para temas centrais da vida do Estado”, afirmou.

Valdeci também questionou o argumento de que a concentração das audiências na capital geraria economia. “Na maioria das vezes, é mais barato, do ponto de vista geral, levar a Comissão até o interior, do que trazer as lideranças e a comunidade interessada no tema até Porto Alegre. Não podemos diminuir o Parlamento gaúcho”, acrescentou Valdeci.

O deputado Zé Nunes (PT) também defendeu as audiências. “A razão do trabalho dos parlamentares é justamente o contato com as comunidades, que, em sua maioria, são impedidas, pela distância, de participar dos debates em Porto Alegre”. (texto e foto: Tiago Machado)