Ao defender manutenção do serviço aeromédico, Valdeci recorda Kiss

Valdeci foi à tribuna da Assembleia cobrar explicações do governo Sartori
Valdeci foi à tribuna da Assembleia cobrar explicações do governo Sartori

Valdeci foi à tribuna da Assembleia cobrar explicações do governo Sartori

A ameaça de descontinuidade do serviço aeromédico do Estado foi criticada pelo deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) na sessão desta quarta (11) da Assembleia Legislativa. O deputado foi à tribuna do Parlamento para cobrar informações do governo do Estado a respeito do tema. Valdeci lamentou a postura da Secretaria Estadual de Saúde que, nas últimas semanas, vêm desqualificando publicando a importância do trabalho, que foi iniciado no governo Tarso Genro. O parlamentar também citou que o episódio ocorrido em Capão da Canoa, quando uma criança caiu da sacada de um hotel e teve o atendimento retardado pela falta do serviço aeromédico, demonstra que o projeto está sendo precarizado pelo governo Sartori. “O serviço aeromédico do Estado salvou dezenas de vidas na tragédia da Kiss. Acho muito complicado enfraquecer um trabalho qualificado e altamente especializado. Investir na saúde não é gasto, é dever constitucional”, alertou.

Além do pronunciamento, o deputado Valdeci ingressou, na tarde desta quarta (11), com um pedido de informações ao Executivo estadual. Encaminhado via a presidência da Assembleia Legislativa, o documento solicita informações a respeito do funcionamento, contratos, protocolos de atendimento, equipe e equipamentos disponibilizados para o atendimento aeromédico gaúcho.

No seu pronunciamento, na Assembleia, o petista também cobrou a diferença de prioridades no governo do Estado. “A imprensa registrou que, no último final de semana, o governador Sartori deslocou-se de helicóptero – com recursos pagos pelo Estado – para participar da feijoada de um vereador em uma praia gaúcha. Se existem recursos para essa finalidade, devem existir, também, condições para a manutenção do serviço aeromédico à população”, destacou.  (texto: Tiago Machado – foto: Sthepanie Gomes)